image43

Aproveite Espaços!

 omo estratégia para aproveitar pequenos ambientes, essa proposta vem sendo utilizada cada vez mais na decoração. Mesa, aparador, criado-mudo, todos eles podem ser aproveitados com gavetas abaixo do tampo.
É possível guardar revistas, objetos pessoais, talheres, dependendo do móvel, a versatilidade traz funcionalidade ao ambiente. Os móveis com gavetas são grandes sacadas para garantir um espacinho extra e podem ser usadas em qualquer lugar ••• 

A cabeceira ideal...

 Existem diversos modelos de cabeceira no mercado, mas escolher a ideal para o seu quarto, sempre é uma questão. As escolhas podem ser variadas, pelo material, designer, pela cor ou até mesmo pela proposta que o quarto posssui. Qual atende seu check-list de desejos?
As Estofadas são queridinhas dos dormitórios e podem ser de diversos acabamentos. A dica principal é impermeabiliza-las para a sua conservação durar ainda mais tempo.
As cabeceiras em MDF são versáteis, modernas e tem facilidade em serem inseridas nos quartos por suas diversas possibilidades de combinar com mobiliários. Sua aplicabilidade é bastante indicada para quartos estreitos, utilizando-a em toda extensão da parede, alongando o espaço, deixando-os mais amplos.
Em quartos baixos é recomendado a utilização de cabeceiras que subam até o teto. Elas podem ser acolchoadas ou rígidas, contanto que sua composição permita deixa-las aconchegantes... 

image44

3 Dicas Para Ampliar o Ambiente

Comparativo de Lâmpadas

3 Poltronas com Braços para Salas Pequenas

Segredos para usar o Aparador

 Mais que um móvel de auxílio da sala de jantar. Rústico, moderno, simples ou clássico. Ele pode ser usado em diversos cômodos da casa, com finalidades diferentes, que podem transformar a sua decoração. Também possibilitam criar espaços e separar ambientes. - • | A sua aplicação em salas, possui diversas possibilidades. Complementando uma parede; auxiliando a mesa de jantar; atrás do sofá; ou um divisor de ambientes em salas muito grandes. O resultado vai ser variado e depende da necessidade do espaço.
• | Nos quartos, eles podem servir para armazenar pequenos itens; para decorar uma parede com espelhos ou quadros; como penteadeira; ou até mesmo aos pés da cama, fazendo como no sofá, um complemento do móvel. -
• | Hall de entrada ou circulação, normalmente definem o conceito do ambiente que está por vir, um cartão de visita da decoração. Mas também tem a função de expor itens ou enfeitar. É necessário lembrar que as dimensões da circulação devem ser avaliadas, para não criar uma barreira e dificultar a passagem das pessoas.


image45
image46

Não é uma resposta simples e muito menos de preço fixo.

Ao se tratar de uma reforma completa, incluindo infra-estrutura, elétrica, hidráulica e marcenaria, você vai gastar um pouco mais! Mas o primeiro passo é a contratação de um profissional habilitado para definir os impactos e traçar estratégias que possibilitará quantificar os itens necessários ...

image47
image48
image49
image50

Maiores erros da Decoração

A decoração não tem uma fórmula mágica. Além da técnica, criatividade e personalidade, fazer um checklist do que não pode faltar no espaço e ficar bastante antenado sobre o assunto, faz toda a diferença!

image51

Você pode economizar com simples atitudes!

image52
3 motivos para ter um

Espaço Gourmet

Sempre existe uma pontinha de dúvida ao decidir fazer um ambiente novo ou até mesmo reformá-lo. _ O espaço gourmet é um ambiente super despojado, que permite ser cozinha, sala de jantar e estar. Ele está dominando o mercado e eu listei três motivos pra você também tê-lo em sua casa.

image53

São diversos benefícios ao se contratar um arquiteto para realizar um projeto adequado a sua obra. E acredite, um deles é economia, pois sabemos analisar a relação custo/ benefício. Como também o conforto, funcionalidade, planejamento, segurança e ainda a valorização do seu imóvel!!

image54
image55

Luz Natural é Vida!

 

A consolidação da luz artificial vem substituindo o uso de grandes janelas, logo, espaços com menos no luz. Mas não se engane, a luz natural faz bem para a saúde, aumentando a disposição e, quando posta em ambientes de trabalho, aumentando também a produtividade.  

Além disso,  as partículas de luz emitidas pela  iluminação natural fazem com que o cérebro humano tenha uma percepção mais ampla sobre o ambiente, o que é ideal para ambientes comerciais e espaços de trabalho. O uso da iluminação natural, além de financeiramente viável é, portanto, uma excelente estratégia de marketing. 


 

O arquiteto deve analisar as possibilidades de inserção da luz natural em seu projeto. Ao permitir a entrada de luz solar, haverá diretamente uma economia do uso de energia elétrica, tanto pela redução de luzes artificiais quanto pelo uso do ar condicionado, uma vez que a iluminação natural não gera calor quanto lâmpadas comuns.

Além disso, o uso da energia solar, seja através de painéis coletores de energia ou na substituição de lâmpadas, é uma atitude ecologicamente correta e proporciona um ambiente mais confortável e saudável.


Saiba mais no Ugreen

 O grande truque para valorizar a iluminação natural está em manipular a entrada da luz de modo a fazer com que a mesma alcance uma maior profundidade sem perder sua intensidade. Nesse caso, o arquiteto deve analisar as dimensões do espaço e optar entre o uso de materiais refletores e absorventes de luz, para que a luz seja difundida de forma equilibrada, ou então realizar alterações estruturais, como modificações em janelas e paredes.